Embrapa lança protocolo de manejo de uva para o semiárido
25/10/2021 21:05 em Agronegócio

O semiárido nordestino, principal região produtora e exportadora de uvas de mesa do Brasil, conta agora com mais uma cultivar para se diferenciar no mercado: a BRS Melodia. Desenvolvida pelo Programa de Melhoramento Genético Uvas do Brasil, coordenado pela Embrapa, ela recebeu o protocolo de manejo especial para a região do Vale do Rio São Francisco.

Esse sistema foi lançado no último dia 20, em Petrolina (PE), pelo presidente da Embrapa, Celso Moretti, com a participação da Abrafrutas. O evento híbrido foi transmitido pelo canal da Embrapa no YouTube. Assista à gravação da cerimônia aqui.

No mesmo dia, a comitiva visitou a Petromudas, um dos viveiros credenciados para multiplicação da cultivar. Em seguida, houve uma reunião com o setor produtor vitícola da região, no Sindicato Rural Patronal de Petrolina.

Além do presidente, estiveram presentes o chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, Adeliano Cargnin, e os pesquisadores Patrícia Ritschel e Joao Dimas Maia, responsáveis pelo desenvolvimento e adaptação da cultivar, o presidente da Abrafrutas, Guilherme Coelho, o diretor do departamento de Desenvolvimento de Cadeias Produtivas do Mapa, Alexandre Barcelos, autoridades e produtores que participaram como validadores da BRS Melodia na região.

A programação continuou na manhã do dia 21, com visita à fazenda Santa Felicidade, do produtor Guilherme Coelho, para acompanhar o desempenho da BRS Melodia no campo, e ao packing house de manga da propriedade.

À tarde, acompanhado da chefe-geral da Embrapa Semiárido, Maria Auxiliadora Coêlho de Lima, e dos chefes-adjuntos Rita Mércia Faustino e Luís Magno de Menezes, Moretti conheceu a infraestrutura e as áreas de pesquisas com videiras e cultivos alternativos (pera, caqui e romã) no Campo Experimental de Bebedouro. De lá, seguiu para o Campo Experimental da Caatinga, onde visitou o curral de manejo do gado Sindi.

Desenvolvida originalmente para regiões de clima temperado e lançada em 2019, a BRS Melodia chamou a atenção do setor produtivo que, em parceria com a Embrapa, contribuiu com a validação do sistema de cultivo para a região tropical. Ela partilha o nicho de mercado explorado pela BRS Vitória, a primeira cultivar de uva da Embrapa a se tornar um ícone da viticultura da região, ao quebrar vários paradigmas e ganhar espaço no mercado internacional.

O trabalho de levar a uva ao Vale do São Francisco

“As cultivares de mesa desenvolvidas pela Embrapa são bastante adaptadas às condições brasileiras, mas sempre antes de recomendar uma nova cultivar para uma região, é feita a validação em parceria com técnicos e produtores”, explica a pesquisadora Patrícia Ritschel, uma das coordenadoras do Programa de Melhoramento Uvas do Brasil.

Ela conta que a validação da BRS Melodia começou no Vale do São Francisco em 2019, em parceria com 12 produtores, em cujas áreas foram plantadas cerca de 50 mudas para testar os sistemas de condução, como latada e Y e espaçamento entre as plantas. No Semiárido, em especial, a equipe trabalhou intensamente para ajustar as indicações de poda, para melhorar a expressão da fertilidade de gemas, e o manejo dos cachos, para garantir a ausência de sementes, o sabor e a uniformidade da cor rosada, que passa a ser vermelha com o uso de bioestimulantes à base de Etefon e Ácido Abscísico, produtos registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Clique aqui e leia a matéria completa no site da Embrapa.

Foto: Clarice Rocha

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!